terça-feira, 26 de outubro de 2010

Difer(ente)

Ser igual é perder-se num labirinto
Singulares somos todos,
querendo ou não
Não adianta afirmar o que não sinto
Prefiro o primado do coração

Sou igual e diferente de mim mesmo
A cada instante, desço numa estação
Eu me recuso a ser a esmo
e a repetir o que já foi dito,
em primeira mão

ps: moção de apoio ao texto "Easy", ensolarada reflexão dos Dias genéricos

8 comentários:

  1. Ser igual entedia, deve ser por isso que de tempos em tempos tenho "acessos" de mudança!

    ResponderExcluir
  2. Perder para encontrar
    no labirinto da vida
    Comprar
    Passagem só de ida
    Ser igual, indiferente
    Difere a mente
    Liberta a clausura
    Fielmente
    Escura...

    Saudades daqui! Intenso como sempre...

    ResponderExcluir
  3. Ahhhhh o bom é ser sempre diferente....rsss
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Miss, o legal é ser o que formos, livres dos modismos e da pressão da "normalidade". Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Belas palavras, como sempre, Mariane.

    ResponderExcluir
  6. A vida é isso aí, Teresa, movimento.

    ResponderExcluir
  7. Comecei a ler e pensei acho que o Helcio me leu, rsrsr.

    É bom saber que inspiramos, você me inspira!

    ResponderExcluir
  8. Patrícia, inspiramos a inspiração!

    ResponderExcluir