quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

premência

Quero de volta
a loucura sadia
Quero a revolta
abençoada que me invadia
Quero vê-la envolta
em santidade vadia
Quero vela solta
na eternidade de um dia
Quero a reviravolta
que nada entedia
Quero-a, vira e volta
a nado, não adia

10 comentários:

  1. Adorei Helcio...
    Achei a intensidade das palavras um mar aberto...

    Um abraço carinhoso

    ResponderExcluir
  2. Esse seu querer poético deixa cheio de magia os encontros e poesias.
    Um beijo e Feliz Natal.
    Denise

    ResponderExcluir
  3. Um oceano de paz e alegria para vc, Tatiana.

    ResponderExcluir
  4. essas tuas palavras rebeldes e vadias, espelho dos sentires da tua alma, continuam a ser encanto, Helcio Maia :)))

    Beijo meu.

    ResponderExcluir
  5. Feliz Natal querido Helcio!

    beijo da Pat

    ResponderExcluir