quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

estrangeiro

Por que me engasgo tanto com o pranto que nem verti?
Como se tudo se resolvesse se acaso eu entendesse que foi a mim que eu perdi.
São tantos labirintos que tem dia que eu sinto que esqueci por onde entrei.
Ou será que a saída nunca esteve escondida e somente eu não sei?
Seduzo o tempo, mas só por um momento, para que ele me deixe passar.
Mas para onde eu irei, se também não sei dizer onde é o meu lugar?

2 comentários:

  1. Interessante, muito interessante essa tua visão de um estrangeiro....Boa semana.

    ResponderExcluir