terça-feira, 11 de janeiro de 2011

para ti

O barco estará ainda
encalhado em tua varanda?
Negarás a ti e a ele navegar?
Ecoa na sala de estar
a velha ciranda
Muitos brinquedos
e pouco brincar

10 comentários:

  1. O deixe navegar, ponha nele os sonhos..

    Lindo

    Bj

    ResponderExcluir
  2. da minha varanda vejo o mar
    e nele meu barco navega, navega
    com remos de sonhar

    Beijo, moço, obrigada pelo carinho :)

    ResponderExcluir
  3. Acho que, muitas vezes, é exatamente isso que fazemos... choramos no playground, ao invés de brincar...
    Será medo? Mas de quê? Muitas vezes me perguntei isso... e preferi não "brincar"...
    Beijokas.

    ResponderExcluir
  4. E meu barco encalhou...

    Beijos, moço!

    ResponderExcluir
  5. Pela âncora que foi atirada, Lily? Beijos, moça

    ResponderExcluir
  6. Será pelo medo de gostar da brincadeira, Lua? Beijos lúdicos

    ResponderExcluir
  7. Agradeço eu pelo carinho do seu comentário, OutrosEncantos. Beijo, moça.

    ResponderExcluir
  8. Perfeito, Danny, afinal de contas para isso foram feitos os barcos, né? Beijo

    ResponderExcluir
  9. Brinquedos sem brincadeiras e barcos ancorados são coisas muito tristes. Acontecem, fazem parte da vida. Mas são tristes.

    ResponderExcluir
  10. Tristes, sim, Paulo e espero que essa tristeza não permenaça ancorada na varanda daquela alma.

    ResponderExcluir