segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

a convidada

Chega de repente
Desarruma a bagunça
Seja um pouco inconsequente
Teu jeitinho me aguça

Recolhe meu espanto
Quebra o protocolo
Queira que te queira tanto
Me acorde no teu colo

Não prometa quase nada
Faz de conta que esqueceu
Nossa casa é a estrada
Teu sorriso também é meu

6 comentários:

  1. E o seu de certo tb é dela......se completam.....
    Beijos e boa semana.

    ResponderExcluir
  2. Lindo poema e que belo anfitrião é você rsrs
    Um beijo
    Denise

    ResponderExcluir
  3. Mais do que convidada, me parece desejada. Que o convite e o desejo de todos seja sempre recíproco!

    ResponderExcluir