domingo, 4 de julho de 2010

rua das acontecências

O que está acontecendo?
Quero chover em teu ser,
não quero sido, prefiro sendo...

O que acontece?
Trovejo de pulsões,
verto vertigem, ver-te, não vendo...

O que aconteceu?
Neblinei todo o tato,
perdido em ti, em pleno ato...

O que acontecerá?
Estarei ensolarado,
imerso na pureza,
emergindo do pecado.

p.s.:  what's going on? Do mergulho, beberei o som!!

21 comentários:

  1. Acontece o inevitável quando se perde... em quem se quer ser encontrado!

    Um beijo!

    Obrigada por imenso carinho em meu humilde canto.

    ResponderExcluir
  2. Agradeço eu por teu afeto, sempre.
    Beijo, Pat!

    ResponderExcluir
  3. lindas palvras que nos remete a pensar em momentos exatos ou não!

    bjinhus...bom domingo!

    ResponderExcluir
  4. Não há verbos que (conjuguem), apenas esboços fonéticos neste apelo imenso para ser encontrado e tocado. Não apenas por mãos que acariciem ou por corpo que se entregue, mas sim pela (conjunção) atômica do vocábulo do amor total.
    (Con)juntar...ao invés de conjugar.

    Lindo poema...e lindo o seu comentário sobre a música.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Tudo é susceptível de acontecer na rua das acontecências..., tanto que, tu... imerso na pureza de um doce pecado!

    Beijoos!!

    ResponderExcluir
  6. E haverá sempre chuvas , trovões , nebli nas e soís.Sempre acontecendo em voce .
    Lindo assim.
    abraços

    ResponderExcluir
  7. Não importa o que acontecer.... o importante é estar sempre perto dela....
    Linda semana pra ti, beijos.

    ResponderExcluir
  8. Da rua, Miss? rsrs
    Semana luminosa pra ti!!

    ResponderExcluir
  9. Obrigado pelo afeto, Lis.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  10. A vida é inexata, né, Dina?
    Ótimo final de domingo!!

    ResponderExcluir
  11. ah, gostei muito pois, do blog.

    ResponderExcluir
  12. Perder-se assim é encontrar-se sem conjugar nem conjurar nada, no êxtase completo e complexo da inteira entrega.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. O que esta acontecendo.....??????
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    T
    E

    B
    E
    I
    J
    o

    ResponderExcluir
  14. Beijos com entrega, Lua.
    Achou o comentário que fiz no Chocolate?

    ResponderExcluir
  15. Que deliciosa acontecência, Sil rs

    ResponderExcluir
  16. Que legal a rua chamar rua das acontecências! Gostaria de saber quem deu o nome e em que circusntâncias...

    Legal a sacada da música, what´s going on!

    P.S - o poema ficou muito bonito! rsrs

    ResponderExcluir
  17. Desde que vi o nome, me delicio passando por lá. Imagino a história do nome, o que o ensejou, memórias, saudades, sorrisos entre as árvores, pertinho do mar.
    Valeu, ser!!

    ResponderExcluir