terça-feira, 6 de julho de 2010

simplicidade

Amor,
vem me tirar os medos
Amor,
vem me tirar dos trilhos
Amor,
vem me contar segredos
Amor,
vamos juntar os brilhos

Amor,
nem que seja por um tempo,
vamos ouvir o vento,
desperdiçar a dor...
Amor,
vem me trazer sabor.

32 comentários:

  1. Com um convite desses, difícil vc não receber a visita! beijo!

    ResponderExcluir
  2. Amor, amor, amor, sempre amor...

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Oi Hélcio!

    Amor é isso: cumplicidade, amizade, o prazer de dividir, de somar, de multiplicar.
    Amor é divino!

    Adorei!

    Bisou.

    ResponderExcluir
  5. Fato.
    O amor é o tempero da vida.
    Sem ele tudo fica meio sem graça. =))

    Grande Beijo.
    Thaty
    Pedaços do Cotidiano

    ResponderExcluir
  6. Que sabor tem a tua poesia de amar?

    :)

    É sempre muito bom vir aqui.

    ResponderExcluir
  7. Minha nossa senhora da minha incredulidade! Este blog é de me deixar de cabeça prá baixo, dando cambalhotas, plantando bananeira a tartamudear gugu-dadá para mostrar o quão apaixonante são esses versos que tocam fundo n´alma do navegador desavisado que aqui chega inupto e sai radiante de encanto e com sede de amar.

    BeijooO*

    ResponderExcluir
  8. Valéria, que comentário espontâneo, inusitadamente criativo. Beijo!!

    ResponderExcluir
  9. Obrigado pelo carinho, Poupée. Bjs.

    ResponderExcluir
  10. Como deve ser bom amar e se entregar...simplesmente...
    Seria fantástico conseguir viver um amor em liberdade e cumplicidade...naturalmente...
    Vivo esta proposta e intuo que é o meu caminho...
    Boa sorte para todos nós!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  11. Helciooooooooooooo...............!!!!!

    me desculpa, mas....
    isso é batota...!
    :)))
    Beijo, abraço, sorriso, tanto de brilho...!!!

    ResponderExcluir
  12. amigo

    um beijo para ti

    CORAÇÃO


    Dentro do meu peito, pequenino
    Não há só veias, artérias ou sangue.
    Dentro do meu peito, abrigado
    Existe um coração que vai batendo...


    Batendo, contra tudo e contra todos
    Batendo e amando tudo, ao redor
    Mas batendo e sofrendo a toda a hora
    Pois ama e suspira por amor...


    E será que vale a pena ele suspirar?
    Será que vale tanta pena e tanta dor...
    Porque haverá o coração de ser sempre
    A peça que dentro de nós mais sente a dor?


    Porque haverá o Amor que é tão belo...
    De ser o que de pior no mundo existe?
    Porque será que com tanta dor
    Eternos amantes serão sempre o coração e o amor...


    LILI LARANJO

    ResponderExcluir
  13. Helcio Maia, então venha, apresento-te um mundo com colorido de vida, e convido a todos que quiserem dele fazer parte. Num viver sem retrancas, mas com vontade de ser vivido!
    Retribuindo sua visita!

    ResponderExcluir
  14. Pra comentar essa obra prima, só usando as palavras de outro mestre:

    "Amar é mudar a alma de casa."
    Mário quintana

    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Adorei o comentário da Valéria! "Navegador desavisado..." É isso mesmo! É preciso vir com cautela porque aqui o amor transborda, inunda e é tanto que um desavisado pode naufragar.
    Helcio, o amor é tão simples para mim, por isso, adorei o título: simplicidade. Os amantes podem até complicar, mas ele é simples, calmo, águas claras...

    ResponderExcluir
  16. Lily, mil vivas à sede de amar. Quanto ao naufrágio...como ensinou Caymmi: "é doce morrer no mar".

    ResponderExcluir
  17. Lili Laranjo, que coisa linda que vc escreveu!!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  18. Beijos brilhantes, OutrosEncantos.

    ResponderExcluir
  19. Hummmm amar assim e tão bom...tao gostoso...

    ResponderExcluir
  20. Owwww, que lindo.

    O que falar?
    Então de um poeta (Meu - bem egoistaaa hahaha), para um poeta Nosso (vc):


    Voa um par de andorinhas, fazendo verão.
    E vem uma vontade de rasgar velhas cartas,
    velhos poemas, velhas contas recebidas.
    Vontade de mudar de camisa,
    por fora e por dentro... vontade...
    Para quê esse pudor de certas palavras?...
    Vontade de amar, simplesmente.

    (Mário Quintana)

    Um monte de abreijossssssssss poeta nosso!!!

    ResponderExcluir
  21. Tão dificil ser simplicidade e amor....no amor, a complexidade mora ao lado...hehe

    Bjo menino

    Erikah

    ResponderExcluir