quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

abrangente


Tanta gente em volta da gente
Gente exigente, gente intransigente
Tanta gente revolta a gente
Gente indiferente, envolta em detergente
Tanta gente que volta pra gente
Que faz a saudade ficar mais urgente
Tanta gente se volta pra gente
Indigente que olha, querendo um olhar




6 comentários:

  1. Tanta gente que lê o poeta e fica contente...
    Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  2. Muito lindo tudo q vc escreve...Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. E o poeta sorri, ao saber disse, Sandra!

    ResponderExcluir
  4. Eu gosto das "gentes", mas freqüentemente as troco pela minha própria companhia. rs

    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Está sempre em boa companhia, Michele rs

    ResponderExcluir