terça-feira, 15 de junho de 2010

teorema

Quero o que não quis
inventar caminhos, dobrar esquinas
mas, se as dobrar, como prosseguir?

23 comentários:

  1. Prossiga inventando passos, rabiscando outras ruas, tuas...

    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Ninguém me dobra,
    nem mesmo as esquinas.

    ResponderExcluir
  3. A mesma intuição e força que tens para dobrar, não irão lhe faltar na hora de prosseguir!!! confie!!! beijo grande

    ResponderExcluir
  4. Brincando de origami! Justamente nas dobras é que sai o mais bonito, o mais belo, equilíbrio das formas geométricas. Faça mil origamis e terá seu pedido atentido, já diz a lenda!

    beijo

    ResponderExcluir
  5. Poesia instigante, esta d'as casas', não?

    Leva para as esquinas, e daí para o mundo e questões afora.
    Abraços sulinos

    ResponderExcluir
  6. Eu dobraria!!! Depois eu veria...

    Bom diaaaaaaaaa meu querido amigo poeta!!

    Hoje tem jogooooo!
    Vamor torcer???
    "Euuuuu sou brasileirooooo, com muito orgulhooooo, com muito amorrrr"

    Um abraço gigante!!!

    ResponderExcluir
  7. Hélcio,
    adorei teu blog. E obrigada pela visita no meu.

    As curvas são necessárias, e nem sempre nos fazem voltar ao mesmo ponto.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  8. Olhar para si...
    Andar pelos caminhos do seu corpo...
    Ele é o mundo que se desdobra...
    Desejar o além...
    Prosseguir através do desconhecido...
    É o fogo da alma...
    Acalanto da paixão...

    Nirma Regina

    ResponderExcluir
  9. Um poeta engraçadinho... eu gosto... rsrsrsr
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. E senão as dobrar? Como saber? Inventar caminhos é não ter a certeza do seu fim..Saber que a vida é infinita é o mais interessante!!!

    ResponderExcluir
  11. Beijo, Angélica, rabiscarei sempre, reinventando arquiteturas para a alma das ruas e das esquinas.

    ResponderExcluir
  12. Bomba H, somente as esquinas são dobradas, pois sinuosos são os caminhos.

    ResponderExcluir
  13. Lua, confio na força da intuição.
    Beijo!!

    ResponderExcluir
  14. Poeminha, deve estar bem frio por aí, não?
    Abraços!!

    ResponderExcluir
  15. Sil, que joguinho amarrado, deu vontade de dobrar a televisão rsrs
    Abraços, amiga das palavras!!

    ResponderExcluir
  16. Arecíproca é inteiramente verdadeira, Renata.
    Beijo

    ResponderExcluir
  17. Nirma, com a alma apaixonada e acalentada pelo desejo do além, um brinde às suas palavras tão sublimes.

    ResponderExcluir
  18. Bruxa, é como um filme, né? Se soubermos o fim, perde a graça.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  19. É simples assim mesmo, Canto da BOca.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  20. "Quero o que não quis
    inventar caminhos, dobrar esquinas
    mas, se as dobrar, como prosseguir?"

    Com o coração querido, sempre com o coração.
    Beijo
    Denise

    ResponderExcluir
  21. Realmente, Denise, ele é a melhor bússola.
    Beijo.

    ResponderExcluir