quarta-feira, 9 de junho de 2010

viola e madrugada

Paulinho da Viola escreveu, mais ou menos, o seguinte:

"Quem sabe eu encontro, em meio à madrugada, uma vaga esperança nos olhos de quem despertou de um sonho igual ao meu..."

Reflito eu: existe algo mais revelador que o olhar, espelhando utopias, carícias essenciais e perdidas pelos quatro cantos da memória, recuperadas num átimo, no balé esquisito do átomo da paixão?

12 comentários:

  1. Acho que existe, viu. Nós é que ainda não descobrimos.

    ResponderExcluir
  2. E o que seria, Sarah? A alma?

    ResponderExcluir
  3. Só de me encontrar no seu olhar já muda tudo...

    ResponderExcluir
  4. Olhar poderoso esse, hein, Cecília?

    ResponderExcluir
  5. Olá querido, bom dia!!!
    Obrigada por tua visita no meu cantinho. Adorei seu comentário, muito original, apesar de ter me seguido viajando no mesmo trem. Em troca estou a te seguir!!!

    Olhar ... janela da alma, para ser perfeito deve ser acompanhado de um grande sábio o silêncio, assim qualquer realidade aqui vivida se transborda em puro sonho e magia. Muito bom!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  6. Uma das músicas que mais gosto, é a primeira que consta na playlist lá no meu blog. Quando for lá outra vez, ouça... e vá logo, tá?
    Acho que vc tem razão. O olhar contata a alma, descontrola o coração, estimula os sentidos, desperta os instintos... Um olhar pode conter uma vida inteira, mil segredos, um sem-fim de promessas, uma entrega inesperada... olhar e ser olhada com amor, com desejo, com urgência, com a alegria de um sonho realizado, como se jamais tivesse havido um "antes", como se a vida começasse naquele instante... é mágico, inebriante...
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  7. Não, não existe algo mais revelador do que um olhar.
    Mas um olhar sincero.
    Muitas vezes, os olhos tbm traem. E como traem!

    Abraços aos potes!

    Um sorriso largo meu!!

    ResponderExcluir
  8. Lua, silêncios eloquentes muito me atraem!!
    Seguirei o sonho e a magia!!
    Outro abraço!!

    ResponderExcluir
  9. Lua Nova, ouvirei a música, de olhos fechados e, ao abri-los, derramarei minha emoção, para vc.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  10. Sil, olhar sincero, com certeza, daqueles que o corpo inteiro e a alma confirmam, sem pestanejar.
    Potes de abraços e sorrisos, taão sinceros quanto o olhar.

    ResponderExcluir
  11. Olá! Obrigada por sua visita ao meu blog!
    Vejo que por aqui o vento corre solto e a brisa chega mansa... Isso é bom!
    Que possa o olhar ser o reflexo da alma... Assim raramente iremos nos enganar!

    Um abraço carinhoso

    ResponderExcluir
  12. Desfrute do vento e da brisa, sempre que desejar!
    Abraço carinhoso, Tatiana!

    ResponderExcluir